silo – arte e latitude rural, uma associação que abarca projetos e atividades com o objetivo de proporcionar o intercâmbio transdisciplinar entre distintos saberes – sobretudo arte, ciências e tecnologias – para, desta maneira, comprometer-se com a cultura da autonomia. A associação conduz iniciativas que se dedicam a acolher e a difundir os saberes do campo e no campo por meio de atividades imersivas. Para tal há uma governança comprometida com a horizontalidade e a transversalidade das decisões, com o protagonismo feminino; há práticas de estímulo à adoção de tecnologias de mínimo impacto ambiental na construção de novas economias e estruturas de trabalho; promove laboratórios de inovação cidadã e residências artísticas. A Silo estimula o cruzamento de técnicas intuitivas com os saberes científicos, valorizando assim a eficiência energética, a autonomia alimentar, o tratamento adequado de resíduos, o consumo mínimo e consciente, o acesso a ferramentas, técnicas e tecnologias, os processos artísticos, sem esquecer da poética e da estética presente nos conhecimentos. Tudo isto se dará por meio de programas de residências artísticas, laboratórios colaborativos para desenvolvimento de projetos, espaço multidisciplinar para fabricação, encontros temáticos, ações educativas, mutirões de trabalho e atividades focadas no protagonismo feminino. A gestão da associação tem participação majoritariamente feminina, no entanto trabalha com temas fundamentais e comuns a todos. Esta gestão está comprometida com a equidade de gênero e a garantia do compartilhamento de saberes sem prejuízo ao público feminino. A associação está localizada na Serrinha do Alambari, uma área de proteção ambiental.

 

http://silo.org.br